Como o twitter nos torna melhores escritores… ou não.

Vi um texto no copyblogger.com que achei engraçado mas que não sei se será verdade.

Nele podia ler-se que o twitter nos fazia melhores escritores e dava 3 razões para isso:

- O twitter obriga-nos a ser resumidos.
Se temos um limite de 140 caracteres para dizermos o que quisermos. Todos os caracteres (espaços, sinais de pontuação, etc) contam por isso temos de saber exactamente o que queremos dizer e faze-lo com o mínimo de palavras possível.

- O twitter obriga-nos a exercer o nosso vocabulário.
Se temos o limite de caracteres temos de tentar usar palavras mais pequenas mas que ao mesmo tempo signifiquem o mesmo e descrevam bem o que queremos.

- O twitter obriga-nos a melhorar as nossas habilidades para editar o que escrevemos.
Todos os escritores tem de ser capazes de editar o seu trabalho. Quando escrevemos um tweet nem sempre fica com 140 ou menos caracteres e temos de alterar até ter. É quase um jogo. Ao mesmo tempo temos de conseguir captar a atenção de quem nos segue.

Estas são as razões do texto e que tem fundamento de ser mas que não acho que resultem em todos os casos. Se fosse assim as mensagens do telemóvel teriam os mesmos efeitos e o que se vê é que a escrita em vez de melhorar acabou por piorar. Grande parte dos utilizadores de telemóvel quando enviam uma mensagem em vez de praticarem a escrita acabam por usar k e x em lugares que eles não existem e abreviações inventadas. Depois esse modo de escrita acaba por passar para fora de telemóvel e acabar em testes ou noutros locais menos próprios.

Com o twitter pode acontecer o mesmo. Claro que o twitter pode ajudar a tornarmo-nos melhores escritores mas desde que se cumpra a ortografia correcta.

O que acham?

4 pensamentos em “Como o twitter nos torna melhores escritores… ou não.

  1. Olá, Nelson

    Sei que o Twitter está in e pelos vistos para durar mas não sei nada dele.
    Julgava ser a única pessoa assim até que comecei a encontrar comentários em posts sobre o mesmo assunto a indicar que estão como eu.
    Para além de tudo (inscrição, plataforma, onde, como e como usar no dia-a-dia) também não percebo como um blog se relaciona (arranja com quem se relacionar) sem com isso perder tempo precioso a escrever posts.
    Se quiseres dar uma dica sobre isto ou tiveres conhecimento de algum post que o faça, ficava muito grata.

  2. Para mim o Twitter tem-se revelado uma ferramenta poderosa. Há umas semanas atrás também não sabia nada sobre o assunto, mas comecei a usá-lo como meio de publicidade para uma loja BANS que tenho para os EUA. Como no início não tinha seguidores nem sabia como os conseguir, limitei-me a seguir pessoas com os mesmos interesses e no mesmo nicho de mercado. Não tenho feito publicidade ao Twitter a ninguém e com um trabalho mínimo (coloco lá 1 a 2 “tweets” por dia), num espaço de 3 semanas consegui mais de 100 seguidores.

    Na prática, isto significa que todas as semanas tenho recebido mais de 20 visitas ao meu site vindas do Twitter, com um investimento quase nulo. Vale a pena? Sem dúvida. Está in? Sem dúvida. O conceito é estúpido? Sem dúvida. Mas tem potencial.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>