Estão preparados para o fim do Google?

Se estiveram atentos às noticias de hoje devem ter ficado a saber que o Google encerrou as actividades na China. Isso deveu-se à constante censura que o governo Chinês tem feito aos resultados das pesquisas do motor de busca. Já à quem diga que a razão foi o facto de o Google não ter conseguido conquistar o mercado de pesquisas, já que na China o Google não era um dos motores de busca mais utilizados.

Mas a questão é se estão preparados para o fim do Google. O que acontecia às vossas visitas se o Google acabasse?

Que percentagem do tráfego é que perdiam se o Google deixasse de enviar as visitas para os vossos sites? Não devem ter os ovos todos no mesmo cesto como é habitual se dizer e não é só com os programas que se utilizam para ganhar dinheiro. Uma percentagem muito alta de visitantes vindos deste motor de busca pode em algum momento provocar problemas. Não que o Google vá acabar (espera-se) mas pode por exemplo dar-vos uma penalização e com a perda dos principais lugares nos rankings lá se vão as visitas.

No caso do Webvicio, quase 80% das visitas vêm do Google. Perder o Google é perder grande parte do tráfego do blogue. Por alguma razão não consigo receber um número significativo de visitantes do Bing. Recebo mais do Yahoo do que do Bing e mesmo o Sapo dá-me quase o mesmo número de visitas. O Bing tem vindo aos poucos a crescer e se não condigo esse crescimento no blogue é porque alguma coisa estou a fazer mal.

A ideia é que tentemos arranjar visitantes sem depender exclusivamente do Google ou de qualquer outro método para o caso de perdermos essa fonte de visitas não ficar-mos com um blogue vazio.

Algumas das ideias que se podem utilizar:

  • Disponibilizar os feeds. Num blogue esta opção está activa por defeito mas num “site normal” não existe esse opção. Ter visitantes que assinam os feeds (quer por email, quer por um leitor de feeds) significa que esses visitantes não precisam de mais nenhum motor de busca para chegarem ao nosso blogue. Sempre que o actualizarmos, eles vão receber as novidades.
  • Fazer troca de links. Aqui aconselha-se cautela porque se for praticada em exagero, vão sofrer uma penalização nos rankings. O ideal é não fazer troca de links directa.
  • Comprar publicidade. Ao comprar-mos publicidade num outro site vamos conseguir que visitantes desse mesmo site venham para o nosso e se conseguirmos que assinem os feeds ainda melhor. É necessário um investimento monetário mas quando bem planeada, compensa em larga escala.

Que outros métodos conhecem para diversificar o local de onde os visitantes vêm? Deixem um comentário com as melhores sugestões que conhecem. Ao partilharem o vosso conhecimento estão também a aprender e a melhorar.

8 comentários a “Estão preparados para o fim do Google?”

  1. Falta te um pormenor neste artigo, se um grande desaparecer, algum irá ficar com o trono.

    Ou seja bastaria esperar para ver qual iria assumir esse posto, e a partir dai aprendr a trabalhar com esse motor, preder o google seria um problema apenas temporário 😛

  2. Rúben eu não queria falar de tudo, queria deixar também algumas coisas para ver o que achavam :).
    Toquei ao de leve nisso ao falar no Bing, no Yahoo e no Sapo.
    E pode ser só uma penalização e ai não existe o fim do Google como falei.

  3. Boas dicas Nelson.
    Quanto ao fim do google creio que não será para já… mas eu até sou dos que acreditam piamente na “impermanência das coisas”:-) pelo que é de estar preparado para tudo!
    Um abraço

  4. Olá Nelson,
    Por várias vezes já abordei este tópico porque acho importante as pessoas não se limitarem ao Google para terem tráfego.
    No caso português é mais complicado porque parece-me que o domínio do Google é maior. Ainda assim, acho que vale a pena trabalhar em várias frentes (porque existem outras) em vez de se ficar limitado a uma, quanto mais não seja como complemento.
    Abraço,
    JR

  5. João Rodrigues exacto.
    Se um blogue tem 1000 visitas e dessas 800 são do Google se as perder é muito mau. Deve tentar diversificar e arranjar métodos que lhe tragam mais 800 visitantes. Assim cresce e usa vários sistemas.

  6. Olá Nelson!
    Não sabia da noticia (vivo desatualizada rs…), porém eu também recebo a grande maioria das minhas visitas do google. Acho que são de melhor qualidade do que as vindas de redes sociais por exemplo.
    E quanto ao bing, estou como você, muito poucas visitas, yahoo e até altavista aparecem com mais visitantes, não sei o que tem de errado.
    Mas concordo com o Ruben M., alguém substituirá o google rapidinho caso aconteça. Ou outro buscador ou outra moda, como o twitter.
    Um abraço!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *